Como fazer uma automação residencial

Quais são os tipos de automação para residência?

Por Flavia Garcia

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

A automação residencial pode ser entendida como a utilização de otimizadores tecnológicos para que as funções antes exercidas apenas de forma manual, possam adquirir meios de ações através de comandos computadorizados.

A correria do dia em união com as diversas adversidades que a vida prepara, pode fazer com que o ser humano passe a optar por diminuir pequenos atos do cotidiano, tendo como principal função a otimização do tempo.

Mas quais são os tipos de automação existente? Conheça agora as principais e entenda como elas podem ser adequadas a sua rotina.

Principais tipos de automação residencial

As diversas opções existentes e o poder de adaptação e utilização em múltiplos ambientes da casa, podem fazer com que muitas pessoas possam ficar com dúvidas em relação ao seu uso, não identificando, muitas vezes, os benefícios que eles poderão trazer para a vida.  

Veja agora alguns dos tipos mais usados de automação para residência, existentes:

  • Automação da iluminação

O sistema de automação de iluminação poderá fazer com que o morador possa controlar e gerenciar de forma eficiente, toda a iluminação da residência.

Essa tecnologia vai muito além de pequenos comandos de ativação, pois através dele também é possível ter um controle geral do consumo de energia, sendo indispensável tanto para a conta no final do mês, quanto para o meio ambiente.

  • Controle do clima

O clima dentro dos ambientes residenciais também pode ser controlado de maneira otimizada. A automação da climatização poderá fazer com que os moradores possam ter um controle total do clima dentro da residência, além também da escolha do tempo em que os aparelhos irão ficar ligados.

Outro ponto interessante é a ativação do sensor de pessoas, ou seja, aparelhos como o ar-condicionado poderá ser programado para ser ativado quando estiver pessoas dentro do ambiente.

  • Home Theater

Dentre os tipos de automação residencial existentes, a integração dos sistemas de som e TV, estão entre as mais procuradas. Esse processo de otimização das funções dos aparelhos que envolvem o sistema, faz com que a agilidade e o controle de acionamento dos dispositivos, melhorem a experiência do usuário. Todo esse controle pode ser feito através de smartphones, ipads e até por interruptores de parede.

  • Aspiração central

Quem está acostumado com a utilização de aspiradores de pó para realizar a limpeza residencial, conhece os obstáculos de carregar o aparelho para todos os cômodos da casa.  

Outras informações: https://garciacom.net/reforma-e-decoracao/

Saiba que os mecanismos de aspiração central podem acabar com esse tipo de problema, pois a automação e instalação de pontos, interligados e distribuídos pela casa, pode agilizar e otimizar bastante a limpeza da residência.

As tubulações interligadas na central, terão pontos de distribuição em forma de “tomadas”, onde o aspirador poderá ser ligado e todo o pó do ambiente será direcionado para um depósito central, facilitando também a eliminação da sujeira.

  • Sensores

Os sensores podem fazer parte de uma infinidade de possibilidades quando o assunto é a automação. A segurança da residência, talvez seja o ponto mais importante, porém não o único, da utilização desses sensores.

Hoje já é possível realizar uma programação para que, quando alguma presença for identificada, seja possível acionar diversos eletrônicos dentro da residência, como a TV e também ligar todas as luzes, podendo impedir que alguma invasão aconteça.

Outro mecanismo que está em crescente utilização, são os acionadores de aberturas de portas e janelas, que podem servir tanto para a entrada e saída de pessoas como também para o controle da iluminação do ambiente, que pode ser ativado de acordo com a hora do dia ou também pela quantidade de luz existente.

Quatri Automação: residências automatizadas

A Quatri  é uma empresa de Automação Residencial em Santos é uma empresa especializada em transformar ambientes coorporativos e residenciais em locais automatizados, onde os usuários poderão usufruir de experiências incríveis e terão a chance de aproveitar a vida de uma forma mais tranquila e com menos esforço. Todos os equipamentos, além de proporcionar conforto e autonomia ao usuário, será capaz de gerar uma economia energética essencial para que o meio ambiente possa ser preservado.